ANIMAIS NOS RESTAURANTES: NÃO VAI FUNCIONAR, PELO MENOS PARA JÁ

ANIMAIS NOS RESTAURANTES: NÃO VAI FUNCIONAR, PELO MENOS PARA JÁ

Há uns dias atrás todos os títulos de jornais e de artigos de internet destacavam a aprovação do governo em tornar os restaurantes mais “pet friendly” e permitir entrada a animais de estimação em restaurantes, cafés e esplanadas. Para ser honesta tive um sentimento misto ao ouvir esta notícias. Não sabia se haveria de ficar contente ou simplesmente detestar esta ideia. A verdade é que as pessoas procuram cada vez mais locais em que o seu bebé peludo fosse bem vindo, onde pudessem desfrutar do seu tempo, sem deixar o seu animal de estimação em casa. Ao trabalhar durante toda a semana e deixar mais uma vez o seu patudo em casa mais uma vez é triste. Se têm algum animal de estimação, especialmente um cão, sabem do que falo. Aquele olhar que nos dão quando saímos de casa, é de partir o coração.

Os restaurantes “Pet friendly” estão cada vez mais na moda…

Por um lado, permitir os animais de estimação em restaurantes é uma excelente ideia. Imaginem só: estão a passear o vosso bobby e passam por um restaurante de onde vem o cheiro do hambúrguer acabadinho de sair. Aquela vontade repentina de comer um, nunca mais será abafada com “oh, não posso entrada com cão”. É uma coisa boa, não é? Assim de repente, um dono que está a passear o cão, torna-se num cliente. E isso é uma coisa muito melhor para o negócio local. Esta é a razão pela qual o conceito dos restaurantes “Pet friendly” estão cada vez mais na moda noutros países. Então, porquê é que não vai funcionar cá, perguntam vocês? Se funciona bem noutros países, qual é o problema?

A resposta é simples: Os donos!

Sendo uma dona de uma cadela, sei perfeitamente que é uma grande responsabilidade de levar a minha cadela para locais públicos. Por exemplo, durante mais de um ano, todos os sábados, ia para um café para tomar o pequeno-almoço com a cadela atrás. O café tinha uma esplanada que me permitia ficar lá com a cadela sem a Pelucha incomodar pessoas com a sua presença. Há pessoas que não gostam de animais, de crianças e de outras pessoas. E por isso, ao frequentar um local publico, há que facilitar em tornar a permanência mais tolerante para cada um. Por isso, por muito que gostasse levar a cadela para todo o lado comigo, tenho que pensar nas pessoas que me rodeiam, apenas de muitas delas se borrifarem por completo para mim.

Sei perfeitamente que a minha cadela até é muito bem comportada no que diz respeito às necessidades. Por outras palavras ela não caga onde come. Mas não tolera muito bem os estranhos e torna-se impaciente, se demorar um pouco mais no café. Existe sempre a consideração, da minha parte, para que ela esteja quieta e não ladre para ninguém, de modo a não incomodar. Mas nem todos os cães são como a minha cadela. Nem todos os donos são como eu. Já vi muitos cães a ladrarem constantemente, a rosnar e a tentar morder outros cães e claro, marcar todos os cantos daquela mesma esplanada. Ok, tudo bem. É a natureza dos cães. Marcação do território, etc. Mas o pior parte, é os donos nem se quer ligarem. E muito pior ainda, é o olhar de matar que lançam quando alguma pessoa, ou mesmo os funcionários, lhes dirige algum tipo de comentário repreensivo. As pessoas alegam que têm direito de estar naquele lugar, contudo isso não significa que as pessoas podem se comportar como parvalhões e não tem o mínimo de consideração pelas pessoas que estão à sua volta. Civismo acima de tudo, não? Não! Assisti o mesmo espetáculo vezes sem conta, até que dois dias depois de sair a aprovação da permanência de animais em restaurantes) dei de caras com o sinal de proibição de animais no território do café.

Mas voltando à aprovação dos restaurantes “Pet Friendly”. Esta aprovação não se refere apenas aos cães. Esta aprovação refere-se a qualquer tipo de animal de estimação: cães, gatos, ratos, pássaros… Agora, se quiserem até poderão levar um porco ao restaurante. Terão é de ter cuidado de esse mesmo porco não acabar no espeto… Triste, mas é a realidade! Conseguem imaginar o cãos, se toda a gente trouxesse o seu animal de estimação para o restaurante? Exato!

Por isso, sim…por um lado é uma ideia muito boa….mas por outro… Prefiro deixar a minha patuda sossegadinha em casa, e desfrutar da minha refeição num restaurante em paz. E vocês? Qual é a vossa opinião sobre este assunto?

Comentar

Navegar