APRESENTO-VOS: PELUCHA

APRESENTO-VOS: PELUCHA

Olá Blooming Worlders!

Hoje, decidi adicionar mais uma categoria à minha página e qual é o melhor assunto para começar? A minha muito temperamental cadela!

Pelucha é uma Terrier Tibetano de 6 anos. Adoptei-a quando ela tinha apenas dois mesitos. Inicialmente, queria adoptar uma cãozito que tinha visto no Facebook. Mas quando consegui convencer os meus pais (literalmente no dia a seguir de ter visto o post), vi que o cãozito tinha morrido. Fiquei tão triste, mas mais tarde nesse mesmo dia, recebi um telefonema de uma amiga a dizer que a cadelita de um dos familiares dela tinha acabado de ter cachorinhos. Disse-me que tinha toda a certeza que eu iria querer um.

Passados dois meses, estava lá eu. Não tive opção de escolha. Ela já estava à minha espera. Foi a primeira vez que a vi. Uma bola de pêlo acinzentado. A coisa mais fofinha do mundo! Ela lambeu-me o nariz assim que me a passaram para as mãos. Supostamente era de porte pequeno. Mas como sou muito afortunada, cresceu me um pouco mais do que esperava.

IMG 6842

Pelucha – um nome um pouco incomum…

Não foi muito difícil escolher o nome. As pessoas primeiro torcem o nariz quando digo o nome dela, mas assim que explico o seu significado, tudo faz um sentido.

É uma adaptação de Peluche. Vejam as imagens, acho que não é necessário explicar muito mais, certo? 😀

Uma cadela temperamental…

Pelucha é bastante activa e brincalhona, no entanto também é calma. Ela adora nadar e a correr atrás das borboletas, abelhas e pássaros. Do mesmo modo, adora quando os donos andam a correr atrás dela para lhe tirar a bola.

IMG 7383

Ela adora a brincar com outros cães, mas é bem capaz mostrar os dentes, quando algum dos cães demonstra violência. É MUITO mandona, não só com outros cães, como com os donos. É teimosa e manipulativa (Por milhentas vezes que eu diga “Não”, acabo sempre por lhe dar uma snack extra). Ela é muito leal (tal como qualquer cão, duuh) e muito afeituosa (enche-nos de beijinhos quando chegamos à casa).

É muito habilidosa com as patas, não importa se ela usa-as para prender objectos, abrir as portas, acender as luzes, “pentear” o nosso cabelo para nos levantarmos da cama e apenas puxar as nossas mão para lhe fazermos festinhas.

IMG 6816

Não é perfeita…

Apesar de toda a fofura e a graça, ela é muito suspeita para com os humanos. Ela nunca irá se aproximar de alguém e deixar alguém tocar nela. Se tentarem fazer isso, então preparem-se para ouvi-la a ladrar durante, pelo menos, uma hora. Também fica muito ansiosa quando saímos de casa, o que é bastante característico da raça. Começa por ladrar quando saímos (mesmo para nos fazer sentir mal), mas pára rapidamente, pois encontra qualquer coisa com que se entreter, sobretudo se deixarmos os chinelos fora da sapateira. Nesse caso, é melhor não ir para casa, sem passar primeiro por uma loja e comprar uns.

Uma coisa curiosa: Ela detesta tirar fotografias. Assim que vê um telemóvel ou uma câmara a apontar para ela, deixa de fazer o que quer que ela estiver a fazer e vai-se embora. Portanto, todas as fotos foram subornadas por muitos snacks!

Ela não é perfeita, mas é a nossa monstrinha de pêlo e já não conseguimos imaginar a nossa vida sem ela!

IMG 8733

Beijinhos,

Blooming Blonde

Comentar

Navegar