Hamburgueria Fidalgo - Barreiro

Apesar deste post se inserir na categoria de “Cool Places to Eat” – locais a visitar onde junto recomendações de bons restaurantes e cafés que merecem toda a nossa atenção, seja pela comida, seja pelo espaço em si, hoje gostaria de partilhar convosco uma experiência menos positiva. É claro que nem tudo na vida é bom e maravilhoso e infelizmente há coisas que nos deixam bastante dececionados e a Hamburgueria Fidalgo, por muita pena minha, insere-se nessa lista.

Este é um dos restaurantes da rede de Hamburguerias Fidalgo, situada no Largo do Moinho pequeno na cidade do Barreiro, cujas portas estão abertas já há alguns anos, oferece uma vista bastante agradável sobre o rio Tejo. O local por si desde o seu início apresentou-se aos seus clientes sob um conceito com bastante potencial. Hambúrgueres no pão acompanhados por batatinha frita caseira, com molhos deliciosos, limonadas caseiras de diferentes sabores. Tudo e muito mais num ambiente muito acolhedor e com preços muito acessíveis. Por outras palavras, um local com comida da moda (pois, na altura da sua abertura, os restaurantes como Hamburgueria do Bairro, por exemplo, já estavam no seu auge pela Lisboa) que a margem sul estava a precisar. O único problema deste local era a gestão e organização do staff/gerência que dava a origem a tempos de espera exagerados. Visitei o local durante várias fases do dia e, claro, para o bem do restaurante, estava sempre cheio. Dei desconto de ser uma novidade e, cada vez que me apetecesse ir comer um hambúrguer, sempre fiquei pacientemente à espera que vagasse uma mesa para poder almoçar ou jantar.

O restaurante na altura era contra a política de reservas, por isso a única solução era esperar ou vir mais cedo. Mas é claro que ninguém almoça a hora do pequeno-almoço ou janta à hora do lanche… (a não ser o meu pai!). Deixámos de frequentar a hamburgueria quando ficamos na lista de espera de “15 minutos” que se transformaram em duas horas e meia, mais uma hora até sermos servidos e termos menos de 30 minutos para poder desfrutar da nossa refeição. Porquê, perguntam vocês? Porque os nossos pratos foram levantados mal tínhamos dado a última garfada do hambúrguer (e ainda havia batatas no prato).

Contudo, ontem decidi voltar à Hamburgueria Fidalgo passados três anos. Estava com esperança que a síndrome da novidade tivesse passado e que, passados estes anos, a organização do staff tivesse evoluído. Também, num dia de semana claramente não iria encontrar o restaurante muito cheio, o que significava que quase de certeza que iria ter sorte e ter uma mesa para jantar. O restaurante estava composto, contudo com duas ou três mesas vagas. Perfeito, não é?

Só que não! Não me poderia ter desiludido mais.

Para começar, fomos ignorados por completo e várias vezes por uma das empregadas, que olhava e passava por nos como se não existíssemos. Esperamos pacientemente até que passados sete minutos (sim, cronometrei) finalmente ouvimos “boa tarde” por entre dos dentes.
Os menus, que servem também de individuais e que à partida já deveriam estar em cima da mesa à chegada dos clientes, levaram 15 minutos a aparecer. De dois pratos de entradas que pedimos, apareceu apenas um, já por não falar que tínhamos que voltar a reforçar o pedido de bebidas com os braços no ar como quem se estivesse aflito e a pedir socorro. Nunca tinha visto ninguém a ignorar alguém desta forma e principalmente um cliente. Cerca de 3 minutos depois das entradas, vieram os pratos dos hambúrgueres. Neste momento, achei bastante irônica a frase do menu das entradas “E porque esperar pode ser aborrecido, vá petiscando…”. De facto, esperar, pelas entradas foi aborrecido…, mas a maior surpresa foram as entradas que apareceram praticamente ao mesmo tempo que o prato principal. É de salientar também que os nossos pratos foram servidos ao mesmo tempo que os pratos de um casal que estava ao nosso lado e que tinha entrado na Hamburgueria Fidalgo 30-40 minutos depois de nós.

Quanto aos pratos…

Estes já não tinham o mesmo aspeto de há três anos. Batatas espalhadas pelo prato. O molho que supostamente deveria ser guarnecido de lado, escondia-se negligentemente por baixo das batatas e claro, para melhorar, o meu hambúrguer veio frio!

Hamburgueria Fidalgo

Confesso que não sou de confusões e tolero bastante bem determinadas falhas em restaurantes (acontece!). No entanto, o acumular de todas as situações neste estabelecimento fez me chamar educadamente a empregada de mesa e pedir para devolver o prato à cozinha. Em menos de 5 minutos (sim 5 minutos, daí o espanto, pois esperei quase uma hora pelo hambúrguer anterior), voltei a ter um outro na mesa. Desta vez, com batatas e a carne a escaldar, mas ao menos já não estava frio! Agradeci à rapariga pela atenção, o agradecimento que me foi retribuído com um “obrigado” mais arrogante que alguma vez poderia ter ouvido… Acabamos a nossa refeição, pagamos e saímos pela porta fora, jurando que nunca mais iríamos lá voltar à Hamburgueria Fidalgo.

Ao chegar à casa, a minha indignação e curiosidade fez me consultar as opiniões dos clientes na página do Facebook e Zomato do restaurante. Curiosamente, dei com muitos dos clientes a partilharem a mesma opinião.

Infelizmente, o potencial continua presente na Hamburgueria Fidalgo. A comida continua boa, contudo não tão saborosa. O serviço… O serviço continua a deixar muito a desejar.

Hamburgueria Fidalgo - Moinho Pequeno Menu, Reviews, Photos, Location and Info - Zomato

Etiquetas: